Serviços de Assessoria e Consultoria

Auxilio aos Gestores e Colegiados na administração do Regime Próprio com garantias sustentáveis com eficácia e eficiência

Curso preparatórios para a certificação CPA - 10

Cursos e palestras de Gestão de Investimentos preparatórios para certificação CPA - 10

Avaliação Atuarial e a Projeção Atuarial

Equilíbrio financeiro e atuarial, evitando risco de insolvência nos planos de previdência ao longo dos anos

Entenda os juros, as modalidades de crédito e as vantagens de se tornar um poupador

Aboradagem das opções existentes no mercado para aplicação financeira e dicas de economia

Aplicações dos recursos previdenciários

Elaboração da Política Anual de Investimentos de seu Regime Próprio, Pareceres Mensais e Relatórios Trimestrais

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

SORRISO/MT - Atuarial participa de reunião com representantes do RPPS

21/12/2016

A Atuarial Consultoria  participou de uma reunião com representantes do RPPS - Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Sorriso - MT, no dia 16 de dezembro, na Câmara Municipal, para uma apresentação sobre a rentabilidade da carteira de investimentos em 2016, as perspectivas econômicas para o mercado interno e externo e a Política de Investimentos de 2017.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.
 Reunião na Câmara Municipal, com representantes do RPPS


Na reunião, o Atuário e Consultor de Investimentos Igor França Garcia, demonstrou como ficou a distribuição da carteira de investimentos (índices e instituições financeiras), a rentabilidade alcançada pelo PREVISO e o cumprimento e superação da Meta Atuarial em 2016.

Foi apresentada na reunião, a Política Anual de Investimentos para o ano de 2017, com vigência até 31/12/2017. O cenário esperado para o mercado interno e externo e os impactos que isso poderá causar na economia brasileira. O atuário e Consultor de Investimentos, acredita que o ano de 2017 será um ano com bons ganhos em índices considerados moderados e arrojados, mas com um pouco mais de oscilação, se compararmos com o ano de 2016.


A sugestão do Atuário e Consultor de Investimentos é elevar o nível do Perfil de Investidor do PREVISO, distribuindo mais a carteira de investimentos em índices considerados moderados, pelo menos até o 1º semestre de 2017. “A redução da Taxa Selic irá reduzir os ganhos dos índices conservadores, o que fatalmente direcionará o investidor a focar mais em índices considerados moderados ou arrojados. Apesar dos indicadores macroeconômicos sugerir um crescimento da economia, aliado à redução da Taxa de Juros e da Inflação, fatores externos poderão trazer oscilações em alguns momentos nos índices IMA – B em alguns meses, principalmente notícias vindas da condução do novo governo americano. Aliado a isso, temos ainda nossos problemas internos, o que poderá trazer instabilidade política e fatalmente afetará o mercado brasileiro. É importante o investidor ficar atento, para aproveitar o lado bom da volatilidade”, explicou o consultor.

   

Clique nas fotos pra poder ampliá-las.


No final, os participantes levantaram algumas dúvidas referente a situação econômica brasileira e o RPPS.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.



CLÁUDIA/MT - Atuarial participa de reunião com representantes do RPPS

21/12/2016

A Atuarial Consultoria  participou de uma reunião com Prefeito Eleito e representantes do RPPS - Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de CLÁUDIA - MT, no dia 15 de dezembro, na Prefeitura, para uma apresentação sobre a rentabilidade da carteira de investimentos em 2016, as perspectivas econômicas para o mercado interno e externo e a Política de Investimentos de 2017.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.

Reunião na Prefeitura, com Prefeito eleito e
representantes do RPPS

Na reunião, o Atuário e Consultor de Investimentos Igor França Garcia, demonstrou como ficou a distribuição da carteira de investimentos (índices e instituições financeiras), a rentabilidade alcançada pelo PREVI - CLÁUDIA e o cumprimento e superação da Meta Atuarial em 2016.

Foi apresentada na reunião, a Política Anual de Investimentos para o ano de 2017, com vigência até 31/12/2017. O cenário esperado para o mercado interno e externo e os impactos que isso poderá causar na economia brasileira. O atuário e Consultor de Investimentos, acredita que o ano de 2017 será um ano com bons ganhos em índices considerados moderados e arrojados, mas com um pouco mais de oscilação, se compararmos com o ano de 2016.

A sugestão do Atuário e Consultor de Investimentos é elevar o nível do Perfil de Investidor do PREVI - CLÁUDIA, distribuindo mais a carteira de investimentos em índices considerados moderados, pelo menos até o 1º semestre de 2017. “A redução da Taxa Selic irá reduzir os ganhos dos índices conservadores, o que fatalmente direcionará o investidor a focar mais em índices considerados moderados ou arrojados. Apesar dos indicadores macroeconômicos sugerir um crescimento da economia, aliado à redução da Taxa de Juros e da Inflação, fatores externos poderão trazer oscilações em alguns momentos nos índices IMA – B em alguns meses, principalmente notícias vindas da condução do novo governo americano. Aliado a isso, temos ainda nossos problemas internos, o que poderá trazer instabilidade política e fatalmente afetará o mercado brasileiro. É importante o investidor ficar atento, para aproveitar o lado bom da volatilidade”, explicou o consultor.



 Clique nas fotos pra poder ampliá-las.
  

No final, os participantes levantaram algumas dúvidas referente a situação econômica brasileira e o RPPS.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.



SINOP/MT - Atuarial participa de reunião com representantes do RPPS

21/12/2016

A Atuarial Consultoria  participou de uma reunião com representantes do RPPS - Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Sinop - MT, no dia 13 de dezembro, na sede do RPPS, para uma apresentação sobre a rentabilidade da carteira de investimentos em 2016, as perspectivas econômicas para o mercado interno e externo e a Política de Investimentos de 2017.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.
 Reunião na sede do RPPS, com os
representantes do RPPS


Na reunião, o Atuário e Consultor de Investimentos Igor França Garcia, demonstrou como ficou a distribuição da carteira de investimentos (índices e instituições financeiras), a rentabilidade alcançada pelo PREVISINOP e o cumprimento e superação da Meta Atuarial em 2016.

Foi apresentada na reunião, a Política Anual de Investimentos para o ano de 2017, com vigência até 31/12/2017. O cenário esperado para o mercado interno e externo e os impactos que isso poderá causar na economia brasileira. O atuário e Consultor de Investimentos, acredita que o ano de 2017 será um ano com bons ganhos em índices considerados moderados e arrojados, mas com um pouco mais de oscilação, se compararmos com o ano de 2016.

A sugestão do Atuário e Consultor de Investimentos é elevar o nível do Perfil de Investidor do PREVISINOP, distribuindo mais a carteira de investimentos em índices considerados moderados, pelo menos até o 1º semestre de 2017. “A redução da Taxa Selic irá reduzir os ganhos dos índices conservadores, o que fatalmente direcionará o investidor a focar mais em índices considerados moderados ou arrojados. Apesar dos indicadores macroeconômicos sugerir um crescimento da economia, aliado à redução da Taxa de Juros e da Inflação, fatores externos poderão trazer oscilações em alguns momentos nos índices IMA – B em alguns meses, principalmente notícias vindas da condução do novo governo americano. Aliado a isso, temos ainda nossos problemas internos, o que poderá trazer instabilidade política e fatalmente afetará o mercado brasileiro. É importante o investidor ficar atento, para aproveitar o lado bom da volatilidade”, explicou o consultor.

   

Clique nas fotos pra poder ampliá-las.


No final, os participantes levantaram algumas dúvidas referente a situação econômica brasileira e o RPPS.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.



TAPURAH/MT - Atuarial participa de reunião com representantes do RPPS

21/12/2016

A Atuarial Consultoria  participou de uma reunião com representantes do poder executivo e representantes do RPPS - Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Tapurah - MT, no dia 13 de dezembro, na Prefeitura, para uma apresentação sobre a rentabilidade da carteira de investimentos em 2016, as perspectivas econômicas para o mercado interno e externo e a Política de Investimentos de 2017.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.
Reunião na Prefeitura, com representantes do Poder Executivo e
representantes do RPPS


Na reunião, o Atuário e Consultor de Investimentos Igor França Garcia, demonstrou como ficou a distribuição da carteira de investimentos (índices e instituições financeiras), a rentabilidade alcançada pelo TAPURAH - PREVI e o cumprimento e superação da Meta Atuarial em 2016.

Foi apresentada na reunião, a Política Anual de Investimentos para o ano de 2017, com vigência até 31/12/2017. O cenário esperado para o mercado interno e externo e os impactos que isso poderá causar na economia brasileira. O atuário e Consultor de Investimentos, acredita que o ano de 2017 será um ano com bons ganhos em índices considerados moderados e arrojados, mas com um pouco mais de oscilação, se compararmos com o ano de 2016.

A sugestão do Atuário e Consultor de Investimentos é elevar o nível do Perfil de Investidor do TAPURAH - PREVI, distribuindo mais a carteira de investimentos em índices considerados moderados, pelo menos até o 1º semestre de 2017. “A redução da Taxa Selic irá reduzir os ganhos dos índices conservadores, o que fatalmente direcionará o investidor a focar mais em índices considerados moderados ou arrojados. Apesar dos indicadores macroeconômicos sugerir um crescimento da economia, aliado à redução da Taxa de Juros e da Inflação, fatores externos poderão trazer oscilações em alguns momentos nos índices IMA – B em alguns meses, principalmente notícias vindas da condução do novo governo americano. Aliado a isso, temos ainda nossos problemas internos, o que poderá trazer instabilidade política e fatalmente afetará o mercado brasileiro. É importante o investidor ficar atento, para aproveitar o lado bom da volatilidade”, explicou o consultor.

   

Clique nas fotos pra poder ampliá-las.


No final, os participantes levantaram algumas dúvidas referente a situação econômica brasileira e o RPPS.


IPIRANGA DO NORTE/MT - Atuarial participa de reunião com representantes do RPPS

21/12/2016

A Atuarial Consultoria  participou de uma reunião com Prefeito e representantes do RPPS - Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de IPIRANGA DO NORTE - MT, no dia 12 de dezembro, na Prefeitura, para uma apresentação sobre a rentabilidade da carteira de investimentos em 2016, as perspectivas econômicas para o mercado interno e externo e a Política de Investimentos de 2017.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.
Reunião na Prefeitura, com o Prefeito e
representantes do RPPS

Na reunião, o Atuário e Consultor de Investimentos Igor França Garcia, demonstrou como ficou a distribuição da carteira de investimentos (índices e instituições financeiras), a rentabilidade alcançada pelo IPIRANGA - PREVI e o cumprimento e superação da Meta Atuarial em 2016.

Foi apresentada na reunião, a Política Anual de Investimentos para o ano de 2017, com vigência até 31/12/2017. O cenário esperado para o mercado interno e externo e os impactos que isso poderá causar na economia brasileira. O atuário e Consultor de Investimentos, acredita que o ano de 2017 será um ano com bons ganhos em índices considerados moderados e arrojados, mas com um pouco mais de oscilação, se compararmos com o ano de 2016.

A sugestão do Atuário e Consultor de Investimentos é elevar o nível do Perfil de Investidor do IPIRANGA - PREVI, distribuindo mais a carteira de investimentos em índices considerados moderados, pelo menos até o 1º semestre de 2017. “A redução da Taxa Selic irá reduzir os ganhos dos índices conservadores, o que fatalmente direcionará o investidor a focar mais em índices considerados moderados ou arrojados. Apesar dos indicadores macroeconômicos sugerir um crescimento da economia, aliado à redução da Taxa de Juros e da Inflação, fatores externos poderão trazer oscilações em alguns momentos nos índices IMA – B em alguns meses, principalmente notícias vindas da condução do novo governo americano. Aliado a isso, temos ainda nossos problemas internos, o que poderá trazer instabilidade política e fatalmente afetará o mercado brasileiro. É importante o investidor ficar atento, para aproveitar o lado bom da volatilidade”, explicou o consultor.

   
Clique nas fotos pra poder ampliá-las.

No final, os participantes levantaram algumas dúvidas referente a situação econômica brasileira e o RPPS.



Clique nas fotos pra poder ampliá-las.